Notícias

Governo de Itapeva homenageia os Agentes Comunitários de Saúde

Governo de Itapeva homenageia os Agentes Comunitários de Saúde

O Governo de Itapeva e a Secretaria de Saúde homenageiam os Agentes Comunitários de Saúde do município, neste dia 04 de Outubro, que é o Dia Nacional dos Agentes de Saúde. O prefeito Luiz Cavani fez questão de homenagear pessoalmente os Agentes Comunitários de Saúde de Itapeva. “Esses profissionais realizam imprescindível trabalho junto à comunidade e merecem ser valorizados, não só nesta data, mas também em todos os dias do ano. Parabéns!”, parabenizou o prefeito.

Conheça o trabalho do Agente Comunitário de Saúde

Atualmente, os agentes comunitários têm sido amplamente estudados por várias universidades brasileiras. Isso não é por acaso.

Esses profissionais trabalham como mediadores, ajudando na interlocução entre governo e comunidade e, muitas vezes, sendo a principal via de acesso a programas de saúde e de qualidade de vida para pessoas que vivem em comunidades carentes ou mais afastadas. De forma bem resumida, podemos dizer que o agente é o profissional responsável por realizar atividades de promoção da saúde e prevenção de doenças.

O agente social promove ações educativas por meio de visitas às residências das famílias ou em ações coletivas – de acordo com os princípios e as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). No começo, essa profissão foi criada com o intuito de melhorar a saúde das mães e das crianças, especialmente de populações em situação de privação, combatendo doenças transmissíveis como pneumonias e diarreia. Porém, hoje a situação é diferente, já que existem outras doenças que podem colocar em risco a vida e a qualidade de vida das pessoas, como infarto, AVC, e outras capazes de levar à incapacidade ou à morte.

Rotina

O dia a dia de um agente comunitário é bastante atribulado. Tudo começa com o contato inicial do profissional com a família visitada.

Nesse encontro, ele faz uma série de perguntas referentes ao domicílio e também a cada um dos membros da família. Esse cadastro deve ser o mais completo possível, buscando identificar pontos sociais como: se existem pessoas com doenças graves vivendo na residência, jovens dependentes químicos ou crianças fora da escola.

Depois disso, o profissional passará a acompanhar essas pessoas, visitando a família mensalmente, conferindo de perto a realidade local, as dificuldades e pensando em estratégias para a melhoria da qualidade de vida. Nesses encontros, os agentes podem oferecer assistência e também dar orientações em relação à prevenção de doenças, como a dengue e o Zika Vírus (e outros pontos essenciais).

Situações que não estão relacionadas à prevenção de doenças

Muitas vezes, é comum encontrar situações que não estão relacionadas apenas a questões de prevenção de doenças. Como no caso de crianças que sofrem abusos, trabalho infantil, grávidas que não estão fazendo o pré-natal, pessoas com transtornos mentais, entre outros. Nestas situações, o agente poderá solicitar o apoio de uma equipe intersetorial e retornar para a visita com outros profissionais, como médicos, enfermeiros, assistentes sociais e dentistas.

Atribuições

São muitas as atribuições do agente de saúde, como:

  • identificar situações de risco coletivo e individual;
  • encaminhar as pessoas aos serviços de saúde sempre que necessário;
  • orientar as famílias de acordo com as instruções das equipes de saúde;
  • acompanhar a situação de saúde das famílias para ajudá-las a conseguir os melhores resultados com os tratamentos e modos de prevenção.

Por que essa profissão é tão importante?

Como você viu, o trabalho do agente comunitário vai além da prevenção e orientação em relação à saúde. Afinal, ele é um mediador e, muitas vezes, o único capaz de detectar situações complicadas que necessitam da intervenção do Estado ou de outros profissionais de assistência.

O agente comunitário de saúde é uma figura essencial para as famílias de baixa renda, em situação de vulnerabilidade social ou que vivem mais afastadas dos grandes centros. Assim, podemos entender que este profissional é extremamente importante como agente de mudanças para a comunidade.  Afinal, é ele que está mais próximo dos problemas vivenciados por essas pessoas. Por meio das suas ações, ele consegue transformar as situações-problema que afetam diretamente a qualidade de vida das famílias.