Notícias

Prefeito Mário Tassinari participa de simpósio sobre a importância do setor de resíduos sólidos

O prefeito Mário Tassinari com representantes do Crea e da Arespi
O prefeito Mário Tassinari com representantes do Crea e da Arespi

Evento teve objetivo de divulgar os novos campos de atuação profissional nesta área

 

O prefeito Mário Tassinari participou na manhã desta terça-feira, dia 3, na Câmara Municipal de Itapeva, de simpósio que abordou a importância da engenharia no setor de resíduos sólidos. O evento teve o objetivo de divulgar aos profissionais de engenharia do Crea-SP, os novos campos de atuação profissional na área de resíduos sólidos.

Além do chefe do Poder Executivo, compuseram a mesa de honra: o presidente da Arespi, José Orlando Pinto da Silva, o coordenador executivo do Comitê de Integração de Resíduos Sólidos da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, José Valverde e o representante do Crea, Rafael Ricardi Irineu. O simpósio foi realizado pela Arespi –

Em seu discurso, o prefeito Mário Tassinari falou de sua satisfação em tratar de assuntos ligados às políticas públicas relacionadas ao meio ambiente. Por ser sido filiado por algum tempo ao Partido Verde, explicou a sua experiência sobre o tema tratado. “Os resíduos sólidos urbanos abrangem o lixo doméstico e a limpeza urbana, coletados nas cidades pelos serviços locais e também entidades sociais de reciclagem de resíduos sólidos. Por essa razão, é preciso que os Poderes Executivo e Legislativo operem em conjunto, visando ampliar esforços de gestão ambiental nas áreas urbana e rural, no que diz respeito à coleta de lixo, reciclagem e principalmente, o descarte correto de resíduos”, explicou.

Mário Tassinari também disse em seu governo, que uma das prioridades é incentivar medidas de educação ambiental nas escolas, visando o aprimoramento dos serviços públicos de coleta de lixo e projetos de economia sustentável. “A finalidade é também ampliar a coleta seletiva nos domicílios, multas onerosas para infratores que descumprirem regras de descarte de lixo, principalmente em locais proibidos e incentivar as entidades sociais que trabalham nesta área”, finalizou.